domingo, 16 de agosto de 2009

ENTRE NACIONAIS E IMPORTADOS

Foi vendo o filme nacional "ENTRE LENÇÓIS" que eu compreendi o preconceito que algumas pessoas têm com os filmes brasileiros...

Assistam ao trailer:
www.youtube.com/watch?v=cfX3LRvYCrM

Tá, eu admito. Não gosto muito de filmes "importados". PRINCIPALMENTE os norte americanos (enlatados). Sei lá, acho tão mais interessante filmes nacionais - não é preguiça de ler legenda ¬¬. Não que eu seja contra tudo o que vem de lá. É só uma questão de gosto. Acredito que os nacionais tenham mais história, sejam mais interessantes (sabe-se lá, talvez seja só comigo. Porque até meu gosto musical e literário são mais "patriotas"). É claro que não são todos os filmes 'daqui' que prestam, ou que todos os 'de lá' sejam ruins. Mas essa maré de filmes que só têm a "qualidade" visual "boa", mas que os atores são um lixo e o roteiro segue o mesmo caminho já (me) cansaram. Tipo: NÃO EXISTE mais espaço para os famosos "BESTERÓIS AMERICANOS" na humanidade. É espantoso ver como a indústria cinematográfica não se cansa... Ainda no assunto de filmes americanos: Como eu me desapontei vendo um tal de PRESSÁGIO onde a propaganda era ter no elenco o tal do Nicolas Cage... Que filme ruim da peste. No começo você JURA que ele presta (principalmente por aquela criancinha do mal que aparece, ou pelos acidentes...) mas o resto e o final estragam tudo. Depois de mais esse fiasco cinematográfico de Hollywood eu decidi só assistir filmes "enlatados" se neles constassem - no mínimo - alguma indicação ao oscar, sem que essa fosse de "efeitos especiais".

A quantidade de gente no Brasil que não gosta de filme nacional deve ser maior do que a existência todos os filmes lançados no mundo. No início eu me aborrecia com isso. É aí que entra o "SANTO ENTRE LENÇÓIS" que só serviu pra me fazer compreender o porquê de brasileiro não gostar de filme nacional, e de quebra me presentear com mais compreensão com as pessoas. Afinal de contas, ''é preciso tolerar a loucura alheia'' (né, Déa?) . Tem gente que diz que só tem cabaré, palavrão e sexo. E no caso DESSE, em especial: SIM.

Sempre tive na minha cabeça que se existe o tal do "JANEQUINI" metido em alguma produção, já é indicação de merda (afinal de contas, QUEM foi que disse que ele é ator?). Em alguns casos, se o resto do elenco for MUITO bom, pode ser que o filme se salve. O que não é o caso de ENTRE LENÇÓIS, onde só existem dois atores. Vai ver que quem inventou de fazer o filme só tinha dinheiro pra pagar os protagonistas... Nem a locação ajudou!... As mil horas do filme - que não termina nunca - se passam dentro de quatro paredes de um motel (alguma dúvida de que só existe sexo no filme? Antes fosse! Depois das 1500 "rapidinhas" - humanamente impossíveis - o casal que nem se conhece tem uma série de picuínhas e mi-mi-mi's - os quais, vale salientar são só para encher linguiça, e intercalar com as cenas quentes - como se estivessem comemorando 50 anos de casados.)

Pra variar, o filme começa numa festa, depois é motel, motel, motel. Pra quem quiser ver o "filme" na esperança de achar alguma coisa interessante, além da Paola Oliveira de "frente-e-verso" (como diz Bel do Soltando as Trompas: "vai se prolongar nos meu sonhos mais molh..rs") , perde é tempo. O filme as vezes chega a ser tão "sem noção" que na hora que o casalzinho faz um pacto de sinceridade pra contar todos os podres, o cara inicia as perguntas querendo saber "O QUE AS MULHERES FAZEM NO BANHEIRO QUANDO VÃO EM BANDO?!" Putz, é demais pra cabeça de qualquer um. Em 5 segundos qualquer um faz uma pergunta melhor. É evidente que a intenção do filme é SOMENTE mostar os dois pelados. Resumindo: é mais um filme que estraga toda uma reputação, que já é bem desgastada, dos filmes nacionais.

O que me conforta é saber que ele (felizmente), assim como muitos dos bons filmes nacionais (infelizmente) , não "cairam nas graças" do povo. Até porque brasileiro pode não gostar de filme, mas de uma tal de novela...


3 comentários:

Andrea disse...

Interessante... o Gianecchini aparece nu... hummm. Quando eu tiver um tempinho, assistirei.
Assista a "Um copo de cólera".

Andrea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andrea disse...

E outra: por que você acha que algum filme com o Nicolas Cage seria bom?
Ele já fez coisa pior que esse filme.
E eu não aguento a cara de choro do Nicolas Cage.